Páginas

19 de maio de 2014

Ferramenta auxilia a identificar revistas para publicação de artigos

Ferramenta auxilia a identificar revistas para publicação de artigos

A escolha de um periódico para publicar um trabalho representa a maior dificuldade enfrentada hoje por diversos pesquisadores durante o processo de preparação de artigos científicos. A fim de facilitar esse processo de identificação de periódicos, a empresa Edanz Group lançou uma ferramenta gratuita, disponível na internet, que identifica boas opções de revistas para publicação de artigos científicos específicos. Ao digitar o resumo, ou frases-chave (ou amostra do texto no campo principal do programa), ela fornece uma lista de periódicos que publicam em áreas relacionadas ao tema da pesquisa relatada no artigo. Os usuários do serviço podem refinar os resultados da busca com base em critérios que julgam ser importantes para publicações nas quais gostariam de publicar seu artigo, como frequência de publicação, fator de impacto e modelo de publicação e até acesso aberto. O programa também fornece informações básicas sobre as publicações indicadas e uma lista de artigos relacionados ao tema pesquisado que a revista científica tenha publicado recentemente. Com base nesse conjunto de informações, resta ao usuário visitar o site das publicações pelas quais se interessou para sacramentar a decisão de onde apresentar seu artigo. Mais informações:http://www.edanzediting.com/journal_selector/ 

FONTE: CRbio 4


Ecosia

A internet é, atualmente, uma das maiores fontes de informação. Diariamente, centenas de milhares de pessoas a utilizam em busca de algum dado. Já pensou se a cada vez que alguém fizesse uma busca uma árvore fosse plantada? Isso já é realidade. Os alemães criaram o Ecosia (http://www.ecosia.org/), uma plataforma de busca com o mesmo mecanismo do Google, mas que a cada pesquisa registrada, uma árvore é plantada no planeta. Somando mais de dois milhões e meio de usuários em todo o mundo, que realizam cerca de 20 milhões de buscas por mês, o site cumpre papel fundamental para a sustentabilidade e desenvolve, ainda, outras ações em nome do meio ambiente. Os criadores da plataforma se uniram ao Yahoo, ao Bing e à WWF para concluir o projeto que destina, pelo menos, 80% de suas verbas para um programa de preservação das florestas tropicais no mundo inteiro - sobretudo na Amazônia. Desde sua criação, o buscador obtém dinheiro por meio dos links patrocinados, estabelecidos pelas empresas, que inserem os endereços virtuais no canto direito da tela. Hoje, o site http://www.ecosia.org/ registra que já foram plantadas 129.697 árvores. E você, já fez a sua busca? .

FONTE:CRbio 4

Organizações criam site para denúncias de crimes contra a biodiversidade

Organizações criam site para denúncias de crimes contra a biodiversidade

Organizações internacionais que combatem o tráfico ilegal de biodiversidade inauguraram, no início de fevereiro, um site para facilitar denúncias de crimes contra a natureza. O WildLeaks (https://wildleaks.org) é o primeiro portal na internet onde é possível revelar, de modo seguro e anônimo, informações sobre o comércio ilegal de espécies silvestres. Estima-se que este tráfico movimente US$ 17 bilhões ao ano no mundo e que parte dessa quantia seja usada para financiar organizações terroristas, particularmente na África. O WildLeaks é financiado pela Liga de Ação pelos Elefantes e administrado por vários ex-funcionários de segurança, jornalistas e organizações ambientalistas não governamentais dos cinco continentes. De acordo com Andrea Crosta, cofundadora da Liga e figura central da iniciativa, "o objetivo é facilitar a prisão e o julgamento de traficantes, personalidades corruptas do governo e qualquer um que esteja por trás de um crime florestal e contra a biodiversidade". Após a informação ser inserida no WildLeaks, os indivíduos e organizações responsáveis pelo projeto avaliam sua precisão e confiabilidade. Depois, o portal procura fazer com que as conclusões cheguem às agências encarregadas de fazer cumprir a lei, como a Interpol, ou até autoridades governamentais confiáveis. Se os governos não cooperarem, a última opção será levar essa informação aos meios de comunicação. Mais informações: https://wildleaks.org .


Novo ebook sobre Métodos de Campo em Botânica

Imagine um passo-a-passo com tudo o que os pesquisadores em Botânica devem saber antes de ir para o campo. Agora ele existe. A Bocaina Biologia da Conservação (www.biologiadaconservacao.com.br) convidou os botânicos Pedro Viana, do Museu Goeldi, e Nara Mota e Luiza de Paula, da UFMG, para organizarem esta compilação, que pode ser levada para o campo no celular. O resultado foi o Guia Prático de Métodos de Campo para Estudos de Flora, um guia gratuito que descreve de forma sucinta os principais procedimentos e métodos de amostragem da vegetação. Há informações sobre o material básico de coleta, detalhes sobre como coletar plantas, como fazer a preparação das amostras, e também como fazer a catalogação e o registro para tombamento em herbários. O ebook de 81 páginas descreve também as diferenças entre métodos qualitativos e quantitativos de amostragem, e explica como e quando aplicá-los, em ambientes florestais, campestres ou rochosos. Para mais informações, clique aqui .


FONTE: CRBIO 04