Páginas

19 de novembro de 2011

Animais Silvestres: o porquê de não tê-los em nossa casa


Foto retirada no CETAS - Centro de Triagem de Animais Silvestres do IBAMA por Daniela Lemos. Este animal chegou em péssimas condições e logo foi encaminhado para exames e demais cuidados.



                              Os animais são parte fundamental do ecossistema, e ao se tornarem extintos,
 ou raros, comprometem todo o equilíbrio da natureza. 
                               O Brasil se encontra entre os países de maior riqueza de fauna do mundo.   
No entanto, em razão da perda dos habitats e a captura ilegal, o país apresenta mais de 600 
espécies ameaçadas de extinção. O tráfico de animais é responsável pelo desaparecimento  anual de cerca de 12 milhões
 de animais das florestas brasileiras. 

                        A captura de ovos, filhotes, animais adultos, bem como a manutenção em residências, transporte e venda são considerados crimes ambientais. O infrator está sujeito à multa de até 5000 reais, e detenção de até um ano.

                  A maioria dos animais apreendidos pelo IBAMA é reintroduzida na natureza. No entanto, muitos são destinados a criadouros e zoológicos, por não apresentarem condições de serem reabilitados.
                       O CETAS - Centro de Triagem de Animais Silvestres do IBAMA recebe os animais apreendidos, resgatados ou doados, presta-lhes os cuidados necessários e os devolve a natureza.

Saiba porque denunciar:

Foto retirada no CETAS - Centro de Triagem de Animais Silvestres.


v O tráfico de animais é o terceiro maior comércio ilegal do mundo, perde apenas para o de drogas e armas.



v De cada 10 animais retirados da natureza, apenas um sobrevive. As mortes ocorrem durante a captura, transporte e nas residências devido aos maus tratos.



v Nas feiras são encontrados animais em precário estado de vida, com fome, sede, calor e até dopados, para dar a impressão de serem mansas.



v Os traficantes são cruéis: ao perceberem a ameaça de flagrante, matam os animais, jogando em cursos d'água, com pauladas ou sentando-se em cima deles.



v O tráfico acelera o processo de extinção de várias espécies, no Brasil existem mais de 600 espécies ameaçadas de extinção.



v  Os animais no comércio ilegal podem transmitir doenças às pessoas e aos outros animais, já que não têm  controle sanitário feito por criadores registrados e IBAMA.





O que fazer para ajudar:





Ø Não mantenha animais silvestres em cativeiro.



Ø Não compre animais de origem ilegal. Se ninguém comprar, o tráfico acaba!



Ø Somente é permitida a posse de animais silvestres originados de criadores registrados no IBAMA. Exija nota fiscal, registro do criador e o número de marcação do animal.



Ø Denuncie o tráfico de animais! 




Linha Verde do Ibama

Fone: 0800 – 618080




Informações:

www.ibama.gov.br/fauna




13 de novembro de 2011

Ferramenta auxilia a identificar revistas para publicação de artigos

 Ferramenta auxilia a identificar revistas para publicação de artigos

A empresa Edanz Grou lançou uma ferramenta gratuita, disponível na internet, que identifica boas opções de revistas para publicação de artigos científicos específicos. Ao digitar o resumo, ou frases-chave (ou amostra do texto no campo principal do programa), o site fornece uma lista de periódicos que publicam em áreas relacionadas ao tema da pesquisa relatada no artigo. Os usuários do serviço podem refinar os resultados da busca com base em critérios que julgam ser importantes para publicações nas quais gostariam de publicar seu artigo, como frequência de publicação, fator de impacto e modelo de publicação e até acesso aberto. O programa também fornece informações básicas sobre as publicações indicadas e uma lista de artigos relacionados ao tema pesquisado que a revista científica tenha publicado recentemente. Com base nesse conjunto de informações, resta ao usuário visitar o site das publicações pelas quais se interessou para sacramentar a decisão de onde apresentar seu artigo. Mais informações:http://www.edanzediting.com/journal_selector/ (em inglês) Fonte: CRbio 4.

6 de novembro de 2011

Amor-Perfeito (Viola tricolor)


Amor-perfeito é uma flor que coloriu meu jardim por um tempo. 
Sua cor foi desbotando aos poucos
e sua luz enfim se apagou.

Mas tive notícias recentes que a espécie não se extinguiu.
Esta longe de ir para a lista de espécies ameaçadas de extinção.


Quem exerce o verbo amar-perfeitamente é aquele que nas suas imperfeições busca fazer o melhor, aprender e praticar a caridade e humildade.


Nome científico: Viola tricolor.
Nome popular: amor-perfeito, amor-perfeito-bravo, erva-da-trindade, flor-da-trindade, viola, violeta de três cores.
Família: Violaceae.
Origem: Europa.
Descrição: O amor-perfeito é uma herbácea perene, pertencente à família das Violáceas, geralmente cultivada como bianual ou anual que atinge de 10 a 20cm de altura. A principal característica dessa flor são as cores de suas pétalas aveludadas; apresentam uma interessante combinação de três cores, entre as quais: o branco, amarelo, laranja, vermelho, marrom e muitos tons entre azul e roxo quase negro. A floração começa no inverno e pode ir até além da primavera. No jardim, o amor-perfeito fica lindo plantado como bordadura (nas bordas de caminhos e canteiros). Para ter sucesso no cultivo, é recomendável que receba algumas horas de sol direto. As regas devem freqüentes durante a floração. É ideal fazer o plantio em solo drenado e, se possível, rico em húmus.